Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Internacional

Após o golpe militar

Mali: Rápida degradação da situação humanitária no norte do país

Bamako – Depois do golpe militar no Mali, os rebeldes tuaregues tomaram o poder na região norte do país, em poucos dias.

O Movimento Nacional pela Libertação do Azawad (MNLA), o grupo islâmico Ansar Edine e a Al-Qaeda no Magrebe Islâmico disputaram as localidades mais importantes tomadas pelos revoltosos.

Kidal, Gao e Timbuktu, principais cidades do norte do país encontram-se sob o domínio dos revoltosos e os relatos das populações locais são de terror. Detenções arbitrárias, perseguições religiosas e violações têm sido testemunhadas pelas populações locais que, se debatem ainda, com a escassez de combustíveis, água e mantimentos.

O MNLA e os extremistas religiosos têm vindo a praticar diversas violações aos direitos humanos sobre a população civil perante a ausência de autoridades de segurança do país e perante o silêncio da Comunidade Internacional.

Em Timbuktu os comandos rebeldes tuaregues que tomaram de assalto a cidade têm roubado mantimentos e dinheiro às famílias. A sharia já é aplicada nas regiões sob o domínio dos extremistas religiosos, encontrando-se as mulheres proibidas de sair de casa sem estarem cobertas.

(c) PNN Portuguese News Network

2012-04-05 15:50:31

MAIS ARTIGOS...
  Gilberto Rodrigues: MUJAO anuncia morte de refém franco-português no Mali
  Moçambique: Sepultadas 11 vítimas do acidente da LAM
  Cabo Verde: Prémio Revelação «Sete Sóis Sete Luas» a 26 de Abril
  Timor-Leste: Xanana Gusmão dirige críticas às Nações Unidas
  Guiné-Bissau: Ramos-Horta continua a defender a formação de um Governo inclusivo
  Guiné-Bissau: PAIGC com margem para governar sem grandes compromissos
  Cabo Verde: PAICV e MpD responsabilizam-se mutuamente por impasse na instalação do TC
  Polícia de Moçambique auxilia segurança da Copa do Mundo 2014
  Restos mortais de vítimas do voo TM-470 já chegaram a Maputo
  Guiné-Bissau: Paulo Gomes reconhece derrota e recusa apoiar candidatos na segunda volta
  Guiné-Bissau: José Ramos-Horta aceita as críticas do líder da UPG
  Guiné-Bissau: Candidato Presidencial do PAIGC acredita em vitória na segunda volta

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Luanda Digital Bissau Digital Timor Leste Cabo Verde Maputo Digital
Notícias no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais Banners