Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Internacional

Golpe Militar

Presidente são-tomense condena violência na Guiné-Bissau

São Tomé - O Presidente da República são-tomense condenou de “forma clara e inequívoca” os «acontecimentos registados na República da Guiné-Bissau que põem em causa a ordem e tranquilidade pública e a normalidade constitucional naquele país».

Manuel Pinto da Costa disse em comunicado que está a acompanhar com “especial atenção e preocupação” a situação no país africano de língua oficial portuguesa e lançou um apelo «à cessação imediata de todos os actos de violência, ao respeito pela legalidade democrática e pelo valor supremo da vida humana».

«São Tomé e Príncipe manterá com os seus parceiros da CPLP, nomeadamente com a presidência angolana, bem como com a CEDEAO e as Nações Unidas, uma estreita articulação, tendo em vista o acompanhamento adequado da situação e a busca de uma solução pacífica para a mesma» garantiu ainda o chefe de Estado são-tomense, na mesma Nota de Imprensa.

Por sua vez, o primeiro-ministro em declarações à imprensa condenou o “golpe de estado” na Guiné-Bissau.

Patrice Trovoada responsabilizou os golpistas pela vida daqueles que foram presos, nomeadamente o Presidente da República interino, Raimundo Pereira, e o Primeiro-ministro, Carlos Gomes Júnior.

O chefe do governo são-tomense defende ainda que este é o momento para se adoptar uma “atitude de firmeza”, a única que levará os militares a se submeterem ao poder civil.

A agitação militar dá-se em vésperas do início da campanha para a segunda volta das eleições presidenciais.

(c) PNN Portuguese News Network

2012-04-13 19:29:34

MAIS ARTIGOS...
  Responsáveis antiterroristas marroquinos condecorados em Espanha
  Guiné-Bissau: Festival Nacional da Luta Livre decorre este sábado
  Moçambique: Contagem geral dos votos dá vitória à Frelimo
  Moscovo vai reconhecer resultado das eleições na Ucrânia
  Primeiro caso confirmado de ébola em Nova Iorque
  Israel promete tolerância zero depois da morte de bebé
  Guiné-Bissau: LGDH acusa polícia de crimes nas aldeias
  Ataques da coligação já fizeram 553 mortos na Síria
  Guiné-Bissau: PM adverte governadores regionais sobre responsabilidade do serviço público
  Cabo Verde implementa Fundo de Acesso Social
  UE investe na investigação sobre o ébola
  Desastre que matou Presidente da Total gera quatro detidos

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Luanda Digital Bissau Digital Timor Leste Cabo Verde Maputo Digital
Notícias no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais Banners