Links Úteis
Confidencial

Subscrever Newsletter

Sociedade

Projecto «Uê Téla»

São Tomé e Príncipe: Inaugurada loja de artesanato com apoio brasileiro

São Tomé – Uma nova loja de produtos de artesanato de design «Made in STP», com a contribuição da cooperação brasileira, foi inaugurada em São Tomé.

O projecto «Uê Téla» (Olhos da Terra) foi concebido pela então direcção do Instituto da Juventude para apoiar o desenvolvimento do artesanato num país que tem grandes potencialidades turísticas.

Mas a principal motivação daquela instituição foi «contribuir para que os jovens encontrem saídas honestas para o seu sustento, ao mesmo tempo, que participam no crescimento da economia».

O projecto passou por três etapas. A primeira consistiu na formação de artesãos durante um ano, para que estivessem aptos a «desenvolver actividades geradoras de rendimento, formar cooperativas para a produção de artesanato para o consumo interno e para a exportação».

Depois foi definida a colecção «Fédu Cu Món» (Feita à mão), que integrou objectos de decoração, mobiliário, papelaria artesanal e tecidos de algodão tingidos com vegetais, vestuário e acessórios de moda desenvolvidos nas oficinas e cursos em que participaram artesãos e aprendizes locais.

A inspiração para criadores, artesãos e alunos veio do mar cristalino, o verde intenso da vegetação, especialmente no Ôbô (a floresta tropical), a paisagem do dia-a-dia dos moradores, arquitectura, parte da herança colonial, combinada com estilos mais recentes, pássaros e frutas, roupas coloridas da população, entre outros motivos.

A colecção está estampada num catálogo bilingue (português e inglês) intitulado «Uê Téla Fédu cu Món».

Segundo a ex-directora do Instituto da Juventude, Maria de Lourdes Rodrigues, a opção pelo Brasil deveu-se a vários factores, entre os quais o grande nível de avanço que o país tem nessa matéria e porque muitas das matérias-primas que os brasileiros utilizam, existem também em São Tomé e Príncipe.

A implementação do projecto arrancou em 2009. Inicialmente deveria ficar concluído um ano depois. Mas as dificuldades com o financiamento impuseram um interregno. Esta última etapa contou com a ajuda de fundos provenientes da CPLP.

Na inauguração da loja, o novo embaixador do Brasil sentiu-se muito orgulhoso. «É uma jóia na coroa da cooperação Brasil – São Tomé e Príncipe», disse José Carlos Leitão.

Para o secretário de Estado da Juventude e Desporto, Abenildo de Oliveira, é a mistura do «valor do produto que é São Tomé e Príncipe e o saber e a experiência do Brasil», acrescentado que «Esta cooperação Sul/Sul dará bons frutos».

Há capacidade de se criar mais de duzentos produtos e as artesãs de Santa Catarina e Porto Alegre, no norte e no sul da ilha de São Tomé, constituíram cooperativas.

Cerca de 150 artesãos e aprendizes estiveram envolvidos no projecto.

(c) PNN Portuguese News Network

2012-06-28 11:47:22

MAIS ARTIGOS...
  União Africana distingue São Tomé e Príncipe pela luta contra o paludismo
  Unicef enaltece progressos sociais em São Tomé e Príncipe
  Angola reafirma vontade de prosseguir boas relações de cooperação com São Tomé e Príncipe
  São Tomé e Príncipe: Banco Mundial discute cooperação na área de protecção social
  Campanha Presentes Solidários nos oito países lusófonos
  Cabo Verde regula situação de cidadãos indocumentados em São Tomé e Príncipe
  ONU discute novos métodos para o desenvolvimento de São Tomé e Príncipe
  São Tomé e Príncipe pede ajuda internacional para prevenir o ébola
  MpD critica situação dos emigrantes cabo-verdianos em São Tomé e Príncipe
  São Tomé e Príncipe: Governo garante ligação marítima inter-ilhas
  São Tomé e Príncipe assinala Dia Nacional das Forças Armadas
  São Tomé e Príncipe anuncia novas medidas de prevenção do ébola

Comentários

Nome:

E-mail:

Comentário:


Hospedagem de Sites Low CostJornal Digital Cabinda Digital Luanda Digital Bissau Digital Timor Leste Cabo Verde Maputo Digital
Notícias no seu site Recrutamento Estatuto editorial Ficha técnica Contactos Publicidade Direitos autorais Banners